Pesquise a sua casa passo a passo

SIGA OS SEGUINTES PASSOS PARA OBTER O SEU RELATÓRIO DE VALOR IMOBILIÁRIO

  • 1 Preencha o formulário abaixo com os dados do fogo cujo valor/renda pretende determinar.
  • 2 Confirme antes de submeter o formulário.
  • 3 Preencha os campos com os seus dados de contacto.
  • 4 Proceda ao pagamento eletrónico do serviço. Cada Relatório tem um preço de 30,00€.
  • 5 Os dados do imóvel serão reportados à Confidencial Imobiliário (Ci) que em 24 horas* devolve um relatório por via eletrónica. Antes de serem enviados, os resultados são validados por um técnico da Ci, recorrendo à análise estatística do mercado / tipologia selecionados.
  • * No caso de pedidos realizados aos sábados, domingos ou feriados, ou após as 18h00, as 24 horas contam-se a partir das 9h00 do 1º dia útil seguinte.

Notícia

Algarve Cluster Multiusos promovido junto de investidores internacionais

Projeto que resulta de investimento de 300 milhões de euros e deverá gerar 2000 postos de trabalho é considerado um ativo estratégico pela Garvetur

Algarve Cluster Multiusos alvo de negociações com promotores internacionais de parques temáticos em França

O projeto Algarve Cluster Multiusos, aprovado como de interesse regional, cujo Plano de Pormenor do Núcleo de Desenvolvimento Económico (NDE) está em fase de desenvolvimento, é abrangido num leque de “ativos estratégicos que permitam criar valor para as empresas e para a economia regional” por parte da Garvetur.

Num encontro com a imprensa, no qual a Garvetur, empresa âncora do grupo Enolagest, deu a conhecer o resultados do ano passado e as expetativas para 2017, Reinaldo Teixeira, administrador da empresa, referiu que a empresa pretende “elevar a fasquia, antecipando as competências necessárias para se adaptar às profundas alterações sócio económicas registadas nos mercados”.

E é nesta perspetiva de crescimento que se enquadra a operação Algarve Cluster Multiusos, investimento de 300 milhões de euros localizado no nó da Via do Infante que dá acesso a Loulé, Vilamoura e Quarteira e que deverá gerar 2000 postos de trabalho diretos e indiretos.

Reinaldo Teixeira acrescenta que, “a par do desenvolvimento do Plano de Pormenor do Núcleo de Desenvolvimento Económico (NDE), estão já em curso negociações com promotores internacionais de parques temáticos, designadamente em França”.

O empresário considera que o aumento da procura e a emergência de novos mercados emissores, bem como o interesse de grandes investidores no mercado português quer no Algarve, quer noutras regiões do país, designadamente em Lisboa e no Porto, justifica o estreitar de parcerias e o reforço da rede Garvetur.

Alerta, no entanto, para “a necessidade de se manterem fatores como o alto nível de segurança e leis fiscais favoráveis, assim como um reforço na promoção, para que se concretize a alta rendibilidade do investimento imobiliário e se mantenha a animação do mercado”.



Mudanças na procura

Dando conta das alterações registadas nos mercados de procura, Célia Teixeira, diretora de operações do segmento de arrendamento turístico da Garvetur, revelou que, embora o mercado nacional permaneça o principal, a procura dos franceses superou a dos britânicos, seguindo-se o mercado holandês e alemão, surgindo igualmente os escandinavos no top dos clientes das cerca de 650 unidades de alojamento nas várias zonas do Algarve e nas 210 vilas na região sul do país, Costa Prata, Douro e Minho que a empresa comercializa para férias.

Houve igualmente alterações tanto na duração de estadias, como na época em que estas se efetivam. “Os feriados deste ano estão a potenciar reservas para escapadinhas fora do período tradicional das férias de Verão por parte de clientes portugueses, enquanto os outros mercados de procura estão a prolongar as suas estadias em média para 6,7 dias, e neste momento podemos dizer que a época alta se inicia na Páscoa, com o mercado sénior e o setor do golfe a apostar em meses do primeiro e segundo trimestre do ano”, salientou.

Célia Teixeira refere a importância de grandes eventos como as provas de hipismo, vela, atletismo e golfe, das quais a Garvetur é, na sua maioria, um dos parceiros privilegiados, para a melhor performance e o esbater da sazonalidade.

As zonas preferenciais dos cerca de 32 mil clientes da Garvetur Férias continuam a ser Vilamoura, Albufeira e, em 2016, a zona de Lagoa (Carvoeiro), na região algarvia destaca-se, depois da abertura do aldeamento turístico Villas Mourim com 58 unidades de alojamento, com 30 moradias de tipologia V1 e 28 V2”, assegura Célia Teixeira.

A Garvetur registou em 2016 um crescimento a rondar os 20% no volume de negócios da Garvetur Propriedades, enquanto a Garvetur Férias registou um aumento de ocupação que, no período homólogo, ultrapassou os dois dígitos (11,7%).

O Grupo Garvetur Enolagest registou um volume de negócios a rondar os 32 milhões de euros em 2016, um aumento de quase 5% relativamente ao período homólogo de 2015. A previsão para 2017 é aumentar o crescimento para os dois dígitos.