Pesquise a sua casa passo a passo

SIGA OS SEGUINTES PASSOS PARA OBTER O SEU RELATÓRIO DE VALOR IMOBILIÁRIO

  • 1 Preencha o formulário abaixo com os dados do fogo cujo valor/renda pretende determinar.
  • 2 Confirme antes de submeter o formulário.
  • 3 Preencha os campos com os seus dados de contacto.
  • 4 Proceda ao pagamento eletrónico do serviço. Cada Relatório tem um preço de 30,00€.
  • 5 Os dados do imóvel serão reportados à Confidencial Imobiliário (Ci) que em 24 horas* devolve um relatório por via eletrónica. Antes de serem enviados, os resultados são validados por um técnico da Ci, recorrendo à análise estatística do mercado / tipologia selecionados.
  • * No caso de pedidos realizados aos sábados, domingos ou feriados, ou após as 18h00, as 24 horas contam-se a partir das 9h00 do 1º dia útil seguinte.

Notícia

“Golden visa” duplicam investimento em outubro

Em outubro, o investimento feito em Portugal por via da atribuição de Autorizações de Residência para Investimento, ou “golden visa”, duplicou face a setembro para um total de 74,2 milhões de euros.

Os dados são do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. Em outubro, foram atribuídos 125 vistos, dos quais 118 resultantes da compra de imóveis, que incluem 19 investimentos em reabilitação urbana, num investimento de 66,8 milhões de euros. Desde o início do programa, já foram atribuídas 6.687 Autorizações de Residência para o Investimento, 1.134 das quais este ano, e 3.981 atribuídas a chineses, num total de 4,1 mil milhões de euros investidos em Portugal, 3,6 mil milhões na aquisição de bens imóveis.



Governo admite “redirecionar” os “golden visa”

Este mês, o Governo admitiu que o regime dos “golden visa” pode ser melhorado e os seus investimentos “redirecionados”, nomeadamente para a reabilitação do edificado, disse

o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, respondendo ao PSD e ao BE sobre o destino a dar a este regime, criado pelo anterior executivo PSD/CDS. Para o ministro, é possível “atrair através deste tipo de incentivos, investimentos para áreas críticas como a reabilitação urbana e de património, mais do que na aquisição de casas prontas a usar” e também para o interior do país ou para a área cultural.

Segundo o governante, “estamos empenhados na avaliação e na possível revisão deste mecanismo”. “Algumas melhorias introduzidas” vão produzir resultados.



As alterações regulamentares aos vistos gold

Convém relembrar que em setembro foi publicado, em Diário da República, um Decreto que alterou a regulamentação do regime dos Golden Visa. As novas regras entraram em vigor no passado dia 1 de outubro.

Tratou-se de uma extensa revisão que veio alterar o quadro regulamentar do regime de entrada, permanência, saída e afastamento de cidadãos estrangeiros do território nacional, atualizando e harmonizando a regulamentação deste regime. Esta alteração veio também simplificar os procedimentos de pedido de visto e de autorização de residência em Portugal, introduzindo procedimentos digitais que permitem reduzir deslocações e despesas dos interessados na obtenção de vistos.



Menos deslocações em todos os procedimentos

Os procedimentos passaram a ser digitais e, nos casos permitidos pela lei, as pessoas podem agora tratar de tudo à distância. Passou ainda a ser possível pedir que o atendimento relacionado com a autorização de residência seja feito em qualquer direção ou delegação regional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras. Quando o parecer para visto de residência for positivo, passou a ser possível comunicar ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) a data de viagem, para Portugal, para que o atendimento seja marcado antecipadamente. O SEF passou também a poder ‘reutilizar’ os documentos anteriormente entregues, evitando estar a repetir pedidos.

Outra alteração de grande impacto teve a ver com a regularização da situação das pessoas que não tenham entrado legalmente no país. Quando em causa esteja alguém que cumpra todos os requisitos para ter visto de residência e esteja há mais de um ano a trabalhar em Portugal passa a beneficiar de um regime excecional.

Especialmente contemplados nesta alteração são os estudantes e os investidores. Os pedidos de visto ou autorização de residência apresentados por estudantes do ensino superior de países de língua oficial portuguesa serão dispensados da entrevista e da prova de meios de subsistência. No caso dos investidores está prevista a abertura de postos de atendimento para prestar informação especializada a investidores.