Pesquise a sua casa passo a passo

SIGA OS SEGUINTES PASSOS PARA OBTER O SEU RELATÓRIO DE VALOR IMOBILIÁRIO

  • 1 Preencha o formulário abaixo com os dados do fogo cujo valor/renda pretende determinar.
  • 2 Confirme antes de submeter o formulário.
  • 3 Preencha os campos com os seus dados de contacto.
  • 4 Proceda ao pagamento eletrónico do serviço. Cada Relatório tem um preço de 30,00€.
  • 5 Os dados do imóvel serão reportados à Confidencial Imobiliário (Ci) que em 24 horas* devolve um relatório por via eletrónica. Antes de serem enviados, os resultados são validados por um técnico da Ci, recorrendo à análise estatística do mercado / tipologia selecionados.
  • * No caso de pedidos realizados aos sábados, domingos ou feriados, ou após as 18h00, as 24 horas contam-se a partir das 9h00 do 1º dia útil seguinte.

Notícia

Programa Renda Acessível coloca 126 fogos no terreno

Primeiro concurso abrange 16 edifícios municipais localizados na Rua de São Lázaro, num contrato de 10 milhões de euros

O primeiro concurso público do programa municipal Renda Acessível, agora lançado, vai disponibilizar numa primeira fase 126 apartamentos a custos reduzidos em Lisboa. A sua colocação no mercado estima preços de arrendamento entre 300 euros mensais para um T0 e 600 euros para um apartamento T4.

Estão abrangidos neste primeiro concurso 16 edifícios municipais localizados na Rua de São Lázaro, que serão cedidos em direito de superfície durante o período contratual, para serem reabilitados por privados. O contrato é de 10 milhões de euros, valor referente aos 25 anos previstos para a exploração dos edifícios para habitação acessível, aos cinco anos do prazo estimado para projetos e obras e ao valor do património/isenções tributárias.

De acordo com o anúncio publicado em Diário da República, este concurso prevê a “concessão, com financiamento, conceção, projeto, construção/reabilitação, conservação e exploração de bens imóveis do município de Lisboa, no âmbito do ‘PRA’, sitos na Rua de São Lázaro”. A proposta mais vantajosa é o principal critério deste concurso, cujo prazo limite é o dia 28 de julho.



Concessão por 35 anos

Este primeiro concurso insere-se num total de 6000 fogos previstos em 15 zonas da cidade. O investimento municipal será de 400 milhões de euros. A intenção deste programa será praticar preços que não representem mais de 35% do rendimento disponível das famílias, nem menos de 10%.

O acesso a este programa será feito através de uma plataforma eletrónica, na qual os interessados em beneficiar deste programa poderão registar-se e dar informações sobre o tipo de agregado e rendimentos, para calcular as rendas, e quais as zonas e tipologias que lhes interessam. Todas estas informações vão influenciar os concursos para as concessões que serão desenvolvidas.

As primeiras frações só estarão, no entanto, disponíveis para arrendar dentro de três anos, altura em que já estarão concluídas as obras de reabilitação ou construção dos primeiros prédios.

O presidente da autarquia, Fernando Medina, havia já referido que o programa colocará no mercado imóveis de tipologias T0 a T2 com rendas entre os 250 e os 450 euros, ou seja, “muito abaixo dos valores praticados pelo mercado”. O PRA prevê ainda a construção de comércio e serviços, bem como novos equipamentos de proximidade, como creches e escolas.

Mas a participação de parceiros privados é central na sua concretização, como explicou Fernando Medina. Assim, a autarquia disponibiliza terrenos ou edifícios seus, selecionando depois, através de concurso público, os concessionários privados que vão construir ou reabilitar os fogos. “O município manterá a propriedade dos terrenos e recuperará as casas alugadas no fim do prazo da concessão, que rondará os 35 anos, em média”, explicou.

Visando “a regeneração urbana e o rejuvenescimento da cidade”, este programa será desenvolvido em 15 locais de Lisboa: Avenida Marechal Teixeira Rebelo, Rua de São Lázaro, Paço da Rainha, Rua Gomes Freire, Avenida Marechal Gomes da Costa, Vale de Santo António, Restelo, Rua Inácio Pardelhas Sanchez, Lumiar, Bairro das Laranjeiras, Alto da Ajuda, Bairro das Furnas, Bairro da Flamenga, Quinta Marquês de Abrantes e Bairro do Condado.