SOLUÇÃO CASA

As tendências tecnológicas para uma cozinha moderna e funcional

As casas tecnológicas do futuro irão trazer uma abordagem mais prática num sistema automatizado capaz de ser controlado na palma da mão, garante a plataforma IT Forum 365. Um sistema “high tech” e elegante para espaços como cozinhas parece um sonho para os amantes da gastronomia, com as novas tecnologias a invadirem este espaço cada vez mais nobre, economia de tempo e tarefas ao dia. Isso equivale também para a fase de preparar os alimentos com mais facilidade, criando um espaço aconchegante para aproveitar com toda a família.

Segundo o IT Forum 365, os fornos responsáveis pelo aquecimento de grande parte dos alimentos ganharão câmaras internas que ajudarão na monitorização do processo. Tudo isso poderá ser acompanhado de qualquer lugar da casa, na palma da mão através do smartphone.

Os fogões convencionais abrirão espaço para placas mais tecnológicos, com bancadas para preparar os alimentos a serem cozinhados. A estética das placas moderna será ainda mais fina, com monitorização pelo próprio touchscreen do utensílio, pelo telefone ou mesmo por detetar movimentos do corpo.

Já os frigoríficos modernos vão ganhar tarefas mais funcionais, com tecnologia capaz de avisar que alimentos precisam ser incluídos na sua lista de compras e que itens estão a passar o prazo de validade.

Além disso, para os cozinheiros de plantão, os frigoríficos inteligentes irão fornecer informações acerca de ingredientes disponíveis ou em falta para as suas receitas.

Toda a cozinha será, portanto, como um espaço de interação e conectividade. Além de proporcionar monitoração e controlo sobre os utensílios domésticos, as cozinhas modernas irão ganhar muita conectividade.

Neste sentido, isso só será possível graças a um sistema de internet of things (IoT) que fazem os eletrodomésticos conectarem-se entre si. A ativação de itens por comando de voz será uma dessas inovações, além do controlo por telemóvel e pelo próprio forno, por exemplo, que dará dicas dos processos de preparo dos alimentos.

As energias eólica e solar serão responsáveis pela renovação e sustentabilidade das cozinhas do futuro, permitindo que os produtos consumam menos energia.

Ainda sobre sustentabilidade, a hidroponia proporcionará espaço para que as pessoas possam cultivar alimentos orgânicos sem precisar de solo.

Diante disso, a iluminação das cozinhas também serão renovadas, com tecnologia de inteligência artificial habilitada para disponibilizar luzes que combinam com o tipo de comida e hora do dia, além dos aspetos relacionados com o seu humor, explica o IT Forum 365.

Com todos esses recursos tecnológicos, as cozinhas do futuro serão espaços de total interação entre famílias e amigos.

O poder da IA

No mundo da tecnologia de hoje, todos os negócios estão a adotar ferramentas de Inteligência Artificial (IA). Com diversas soluções disponíveis no mercado, mitigar as dúvidas e temores sobre a IA ​​tornou-se no novo desafio para os responsáveis pelas tecnologias das empresas. A boa notícia é que agora os clientes estão a inteirar-se melhor da tecnologia, por isso começam a fazer perguntas cada vez mais difíceis sobre como a IA é introduzida, como é efetivamente a experiência no mundo real e a aplicabilidade para o seu segmento específico. Na cozinha, a IA poderá ser ajudar à gestão da energia e mesmo da despensa, sobretudo quando combinadas com prateleiras sensorizadas e dotadas de balança capazes de irem transmitindo dados sobre o consumo dos bens, de resto como os frigoríficos que falávamos acima.

Relacionados